Felicidade no trabalho: é preciso fazer o que você gosta!

O título deste artigo pode até parecer um clichê. Muitas pessoas dizem que para podermos trabalhar felizes precisaremos não somente de habilidades e de levar nossos talentos em consideração. A nossa felicidade e o nosso bem-estar estão diretamente ligados ao prazer que temos ao fazermos nosso trabalho. Não é somente uma questão de vocação, uma pessoa precisa encontrar um equilíbrio para sua vida profissional que leve em conta sua felicidade.

De fato, se você parar para pensar há pessoas que passam mais de 8 horas por dia no trabalho. Isso implica que grande parte de nossas vidas serão passadas em nossa atuação profissional. Agora imagine trabalhar com algo que você detesta, num ambiente tóxico, cheio de tensões não resolvidas! Será horrível, não é mesmo? Adicione isso à frustração de estar fazendo um trabalho que você não goste. Um verdadeiro pesadelo na terra que pode até gerar doenças psicológicas a longo prazo.

Na verdade, já há estudos científicos que ligam os ambientes tóxicos de trabalho, atividades laborais insalubres e o fato do trabalhador não gostar do que faz a doenças como depressão, ansiedade, fobia social, etc. São problemas psicológicos responsáveis por grande parte dos afastamentos laborais que pesam muito aos cofres públicos e também afetam a longo prazo a vida das pessoas.

Neste artigo vamos falar sobre a importância de escolher uma profissão na qual você trabalhe com bem-estar verdadeiramente. Adiante abordaremos os seguintes tópicos:
• Como encontrar a profissão perfeita para você?
• Conheça suas habilidades, seus talentos e procure uma profissão que permita usá-los.
• Fazer o que você ama e ganhar bem é possível?
• Se você quer realmente escolher uma profissão que lhe faça feliz, não escute o que os outros têm a dizer.

Como encontrar a profissão perfeita para você?

Antes de conseguir a sonhada felicidade no trabalho, de trabalhar com aquilo que você gosta será preciso fazer uma autoanálise. Isso será importante porque antes de escolher despender energia por anos a fio em algo que você não gosta e não tem habilidade faça algumas perguntas a si mesmo(a):
• Eu tenho talento em alguma área, por exemplo, artes, escrita, matemática, etc?
• Há alguma atividade que eu passo horas a fio fazendo e até me esqueço do tempo enquanto estou atuando?
• Eu sou bom ao me relacionar com pessoas, tenho habilidades para vender produtos, etc?

Há uma infinidade de perguntas que você pode fazer para si mesmo que indiquem algum talento, habilidade, pontos fortes, etc. Isso será importante enxergar em si mesmo(a) para que você tenha ideia de uma área em que poderá desenvolver bem o trabalho. O talento é fundamental para que você seja bem-sucedido no trabalho.

Outro ponto importante para que você se autoanalise é o fato de gostar de fazer algo. Há músicos, por exemplo, no mundo artístico que quando começaram a estudar não tinham exatamente um grande talento. Mesmo não sendo tão talentosos algo os diferenciou de pessoas mais talentosas que não conseguiram chegar tão longe quanto eles. Você pode estar se perguntando o quê? Muitas vezes é a dedicação, o amor pela profissão que gera uma responsabilidade para com os produtores, os compromissos de shows, a dedicação ao estudo do instrumento, etc.

Portanto, analise três coisas muito importantes em si mesmo(a): seus talentos, suas habilidades naturais e o que você gosta de fazer.

Conheça suas habilidades, seus talentos e procure uma profissão que permita usá-los

Você tem algumas habilidades e talentos naturais que podem ser utilizados em algumas profissões. Vamos analisar aqui, de forma a exemplificar, alguns casos em que determinados talentos podem ser usados para que você seja bem-sucedido em determinada profissão. Não serão necessariamente nessas áreas adiante, há pessoas que têm uma habilidade muito grande em lidar com vendas e podem ser comerciantes ou vendedores muito bem-sucedidos.

Se você tem habilidades naturais para desenhar

Há determinadas profissões que podem usar seus talentos adequadamente para que você tenha sucesso e também seja feliz ao atuar. Você pode ser um arquiteto, artista plástico, fotógrafo, designer gráfico, etc. Caso você tenha habilidades de desenho e também goste de exatas você poderá ter chances de ser um engenheiro civil, por exemplo, muito bem requisitado no mercado. Há profissões que exigem mais de uma habilidade e também são de remuneração excelente no mercado de trabalho.

Se você tem habilidades naturais para tocar instrumentos musicais ou cantar

As pessoas que têm habilidades com música podem escolher inúmeras profissões, não somente a de músico. Hoje em dia há terapias que envolvem a prática da psicologia e também usam da música como instrumento terapêutico. Você pode fazer um curso na área de engenharia de áudio, uma profissão muito valorizada no mercado de trabalho, por exemplo.

Se você tem habilidades naturais e talento para escrita ou adora ler

Nesse caso você poderá escolher inúmeras profissões que levam essas habilidades para a prática profissional. É possível cursar faculdades na área de letras e humanidades que exigem habilidades intelectuais e de argumentação como o Direito, por exemplo. Após ter se formado você terá uma variedade de concursos públicos com oportunidades de salários excelentes, estabilidade no trabalho e também um regime de horas ideal para que você exerça sua profissão com bem-estar.

Se você tem habilidades naturais para ciências exatas

Você terá uma série de opções de carreira que vão desde áreas como as engenharias quanto profissões ligadas à Tecnologia da Informação. São cursos que exigem mais habilidades com física e matemática e que podem estar de acordo com seus pontos fortes; ao mesmo tempo lhe permitindo ganhar muito bem!

Fazer o que você ama e ganhar bem é possível?

A resposta para essa pergunta é sim. Dependendo da área que você escolher não será fácil chegar lá. É preciso ser realista quanto a isso, o reconhecimento em uma profissão poderá vir a custo de muito estudo e dedicação ao trabalho. Porém, tenha essas duas coisas em mente, harmonizar seus talentos e o que você gosta de fazer com as profissões disponíveis ao mercado de trabalho.

Para escolher uma profissão adequadamente no mercado de trabalho, leve sim em consideração aquilo que você gosta: suas habilidades, seus pontos fortes e também seu bem-estar a longo prazo. Lembre-se de que você terá que trabalhar no mínimo 8 horas por dia. Há profissões que exigem escalas diferentes, às vezes noturnas com jornadas de 12 horas, etc. Portanto será importante que você goste do trabalho, que acredite na vocação da sua profissão, bem como em sua importância para a sociedade.

Muitas pessoas ao escolherem uma determinada profissão levam em conta somente as expectativas de ganho em termos de salário. Porém esquecem-se de analisar suas capacidades e habilidades naturais, bem como seus próprios valores. O grande segredo para ganhar bem atuando em uma determinada profissão é fazer o seu trabalho com uma qualidade excelente.

Por isso, nem sempre um diploma em Direito ou Engenharia lhe garantirá um bom salário. Será possível você ganhar bem o suficiente como músico se você fizer isso com dedicação e seja reconhecido. Portanto, a escolha da profissão pode ser feita levando em conta sim suas preferências pessoais e talentos, não somente os aspectos financeiros.

Se você quer realmente escolher uma profissão que lhe faça feliz, não escute o que os outros têm a dizer

Muitas vezes, quando comentamos com familiares ou amigos sobre a profissão que escolhemos passamos a ter diante de nós “especialistas” em mercado de trabalho. As pessoas querem dar palpites em sua vida; e se possível escolherem o melhor caminho por você, porque elas sabem mais certo? Nem sempre!

Às vezes será necessário que você siga de acordo com aquilo que você quer intimamente e que pode estar em desacordo com familiares ou amigos. A escolha final será sua, a decisão sobre o que você fará pelo resto de sua vida e que lhe fará trabalhar todos os anos necessários em sua profissão também será sua. Afinal, quem trabalhará, estudará, se esforçará não serão seus familiares e amigos, mas sim você mesmo(a). É importante que você se lembre disso para não deixar que os outros tomem decisões tão importantes em nossas vidas quanto desse tipo; e depois você acabe pagando o preço da frustração profissional.

Conclusão

Neste artigo falamos sobre a possibilidade real de ter felicidade no seu trabalho. Enquanto muitos pensam que isso é impossível, uma pessoa só conseguirá ser bem-sucedida em seu trabalho se realmente fizer o que gosta e acredita com vocação. Você gostou do nosso post? Não se esqueça de curtir e compartilhar nas redes sociais com todos os que você conhece esses conselhos profissionais fundamentais para quem busca a realização profissional!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.